Santo do Dia 30 de Setembro – São Jerônimo

Santo do Dia 30 de Setembro - Sao Jeronimo

São Jerônimo

São Jerônimo nasceu na Dalmácia, entre os anos 340 e 350, com o nome de Eusébio Jerônimo Sofrônio, que significa “o reverendo sábio, cujo nome é santo”. De família rica, foi estudar e Roma onde teve uma juventude leviana e tumultuada. Conforme o costume da época, foi batizado aos 17 anos. Atraído pela vida de penitência e solidão e procurando talvez consolidar sua fé, decidiu ser monge e foi para Antioquia. Muito estudioso, procurou conciliar a vida monástica com a de escritor. Três anos após haver sido ordenado sacerdote foi para Roma a convite do papa Dâmaso, para ser seu secretário. Foi nessa ocasião que ele, que pensava e escrevia em grego, latim e hebraico, foi incumbido pelo papa de fazer a tradução da Bíblia dos textos originais para o latim. Apesar de ter deixado numerosos e importantes escritos, nada o tornou tão célebre como essa tradução da Bíblia que chegou até nós com o nome de Vulgata.  São Jerônimo era um homem inteligentíssimo, de personalidade fortíssima, e por onde passava despertava entusiasmo, mas também muita polêmica. Em Roma, onde embora rodeado de luxo continuou vestindo a túnica e o manto de tecido cru dos eremitas do deserto e a viver uma vida simples e austera, ele despertou a ira de muitas pessoas ao condenar os erros e as hipocrisias reinantes. Mas apontou também para novas formas de vida religiosa, atraindo para elas senhoras da alta sociedade. Em 384, sete meses após a morte do papa Dâmaso, São Jerônimo retornou à Terra Santa e estabeleceu-se em Belém. Com a ajuda financeira de Santa Paula, uma das discípulas romanas que o acompanharam, ele fundou um mosteiro, abriu uma hospedaria para viajantes e uma escola para crianças às quais ensinava grego e latim. Morreu no dia 30 de setembro de 420, em Belém, onde viveu cerca de 35 anos e escreveu a maior parte de suas obras. Por sua causa a Igreja escolheu o mês de setembro como o mês da Bíblia. É representado tendo um leão ao lado porque, segundo uma lenda, ele fez amizade com um leão após tirar-lhe um espinho da pata. É o patrono dos secretários e bibliotecários.

Os estudiosos da vida e obra de São Jerônimo reconhecem nele um homem brilhante, polêmico e dono de um gênio fortíssimo – briguento e intratável muitas vezes – mas também alguém que se esforçou para ser melhor, que agiu com reta intenção, e cujas contribuições positivas superaram em muito seu temperamento difícil e suas explosões de raiva. Hoje São Jerônimo nos dá a certeza de que mais que vitórias e coroas de louro, Deus vai pedir conta do nosso esforço e da nossa luta para sermos santos.

 

 

 

>> Outro Santo do Dia