Santo do Dia 23 de Setembro – São Lino

Santo do Dia 23 de Setembro - Sao-Lino

São Lino

São Lino, Papa e mártir, foi colaborador direto de São Pedro, tendo sido escolhido pelo próprio São Pedro para seu sucessor, por sua santidade e capacidade de governar. Após a terrível perseguição de Nero, durante a qual Pedro e Paulo sofreram o martírio, a história da Igreja Romana ficou, por mais de um século, envolvida na escuridão. Somente no início do século II, com Júlio, o Africano, e com Hipólito, foi que a cronologia passou a ser levada em consideração, e começaram a aparecer testemunhos confiáveis sobre os primeiros doze bispos que sucederam a Pedro. Um desses relatos é da autoria de Santo Irineu, bispo de Lião que esteve em Roma e que assim escreveu em seu livro intitulado Contra os Hereges: Depois de terem fundado e estabelecido a Igreja de Roma, os bem aventurados apóstolos Pedro e Paulo confiaram-na à administração de Lino, de quem fala São Paulo na carta a Timóteo. Essa informação dada por Santo Irineu não é a única a respeito de São Lino. Pelo ano 160, o palestinense Egesipo visitou as igrejas mais importantes de Roma com o objetivo de conhecer a tradição apostólica, e após essa visita elaborou uma lista, na qual São Lino consta como tendo sido Papa por aproximadamente 12 anos. Segundo ainda essa relação, Lino começou a governar a Igreja logo após a morte de Pedro. Como hoje os estudiosos da História da Igreja preferem acreditar que a morte de Pedro ocorreu no ano 64, o pontificado de São Lino começou neste ano e foi até o ano 76. Além dos dados referidos existe uma nota importante fornecida por São Clemente, na sua “Carta da Igreja Romana às Igrejas de Corinto”. Nessa nota São Clemente fala sobre São Lino e os Papas que vieram depois, sobre a união que reina na Igreja de Roma, e a desunião e o cisma existentes na Igreja de Corinto. O pontificado de São Lino coincidiu com a entrada dos Flavianos em cujo governo a princípio, os cristãos foram deixados em paz. São Lino foi um homem provado na fé e gozou de enorme estima na comunidade romana.

No mundo de hoje onde os governantes são avaliados por sua capacidade intelectual, pelo número de línguas que dominam, pela sua desenvoltura social, São Pedro, ao escolher São Lino para sucedê-lo, nos indica alguns critérios indispensáveis para a escolha dos que são chamados a governar: retidão de caráter, honestidade, compromisso com o bem comum, capacidade para fomentar o diálogo e a união entre as pessoas.

 

>> Outro Santo do Dia