Santo do Dia 05 de Setembro – Santa Teresa de Calcutá

Santo do Dia 05 de Setembro - Santa Teresa de Calcuta

Santa Teresa de Calcutá

Madre Teresa de Calcutá nasceu em 1910, em Skoplje, antiga Iugoslávia, filha de pais albaneses, com o nome de Agnes, que em português se traduz por Inês. Aos 12 anos, entrou na Congregação das Irmãs de Nossa Senhora de Loreto, na Irlanda. Aos 19, movida por uma profunda compaixão pelo povo, dada a situação de extrema pobreza reinante em Calcutá e outras regiões da Índia, decidiu ir para aquela cidade e dedicar sua vida aos mais pobres entre os pobres. Os moradores de rua, os famintos, os leprosos, os portadores de HIV, as vítimas da fome e das guerras eram os preferidos dessa freira pequena, aparentemente frágil, mas de gestos grandes, fortes e decididos, que diante de nenhum obstáculo se detinha quando se tratava de cuidar, de curar, de levar esperança aos mais fracos e marginalizados da sociedade. Em 1950 Madre Teresa fundou a Congregação das Missionárias da Caridade, cujo carisma é “saciar a sede de Jesus na cruz, por amor às almas”, indo ao encontro dos mais pobres lá onde eles sofrem e choram suas dores. Creches, abrigos para pessoas abandonadas, albergues para pacientes de Aids, distribuição de refeições diárias a crianças e adultos famintos, assistência aos doentes, principalmente aos mais repugnantes, são algumas das atividades desenvolvidas pelas Missionárias da Caridade. Madre Teresa foi reconhecida como “cidadã honorífica” da Índia, país onde apenas 2,3% dos habitantes são cristãos. Ela, e antes dela apenas Gandhi e Nehru, foi a terceira pessoa na história daquele país, a ter funerais de Chefe de Estado. Em 1977 a pequena grande freira albanesa, que estava plenamente convencida que só o amor podia conduzir à paz, ganhou o cobiçado Prêmio Nobel da Paz. Quando ela faleceu, em cinco de setembro de 1977, a Congregação das Missionárias da Caridade, cujos mais de quatro mil membros pertenciam a 79 diferentes nacionalidades, já contava com 565 casas e estava presente em 124 países, inclusive no Brasil. Madre Teresa de Calcutá foi beatificada pelo Papa João Paulo II no dia 19 de outubro de 2003.

Para esse nosso mundo rico em barulho de canhões e pobre em gestos de paz, pobre em solidariedade e partilha e rico em ganância e egoísmo, Madre Teresa de Calcutá, a prêmio Nobel da Paz, a pequena freira que buscou no silêncio da oração a força para fazer do serviço aos pobres e doentes a razão de sua vida, traz hoje uma mensagem: não há prêmio maior a que uma pessoa possa aspirar, que revelar com seu coração humano, o coração de Deus aos mais desprezados e marginalizados da sociedade.

 

 

>> Outro Santo do Dia