Santo do Dia 01 de Outubro – Santa Teresa do Menino Jesus

Santo do Dia 01 de Outubro - Santa Teresa do Menino Jesus

Santa Teresa do Menino Jesus

Santa Teresa do Menino Jesus, ou Teresa da Sagrada Face, ou simplesmente Santa Teresinha, nasceu em Alençon, França, no dia dois de janeiro de 1873. Era uma menina calma, bonita, alta, de lindos cabelos louros, olhos azuis, traços delicados. Ingressou no Convento de Lisieux aos 15 anos, após obter autorização do Papa. Sua espiritualidade está contida nas páginas dos cadernos onde, por obediência, ela escreveu suas experiências interiores. Após sua morte esses escritos foram transformados no livro “História de uma Alma”, hoje traduzido em dezenas de línguas. Teresinha deu à sua vida de espiritualidade o título de “Infância Espiritual”, para expressar a escolha que fez de abandonar-se totalmente ao Menino Jesus e entregar-se aos seus caprichos, como um brinquedo se entrega nas mãos de uma criança. Como outros grandes místicos, ela atravessou difíceis provas espirituais, sofreu incompreensões, angústias e aridez espiritual. Embora debilitada por uma tuberculose pulmonar, nunca rejeitou qualquer tipo de trabalho, e considerava os sacrifícios que fazia como pequenas flores que oferecia a Jesus. Era calma e serena, porém audaciosa. Não possuía grandes estudos, mas tinha uma inteligência privilegiada. Opinava sobre difíceis questões teológicas, escrevia e representava peças teatrais, sem jamais ter ido a um teatro e orientava suas noviças, contando unicamente com seu dom pessoal e as luzes do Espírito Santo. A saúde extremamente precária não lhe permitiu realizar o desejo de ir, como missionária, para terras distantes. Mas apesar de ter vivido sempre no convento, era de tal modo inserida na realidade da Igreja, animou e encorajou de tal modo os missionários com suas orações e sacrifícios, que em 1927 a Igreja lhe concedeu, ao lado de São Francisco Xavier, o título de padroeira das missões. Teresinha morreu no dia 30 de setembro de 1897, aos 24 anos de idade. Em 1925 ela foi declarada santa. Em 1944 foi nomeada padroeira da França, ao lado de Joana d’Arc. O Papa João Paulo II a declarou Doutora da Igreja.

Hoje Teresinha, a santa que prometeu que após sua morte faria cair uma chuva de rosas sobre a terra e que, antes de ser Doutora da Igreja foi doutora no amor, nos oferece um precioso ensinamento: se quisermos impregnar a terra com o aroma do evangelho, devemos, assim como ela o fez, nos entregar nas mãos de Deus, como uma rosa pronta a ser desfolhada pétala por pétala se coloca em Suas mãos, como um brinquedo se coloca nas mãos de uma criança.

 

VIANNA, Zélia (2005). Santidade Ontem e Hoje. Salvador: Paróquia de São Pedro

 

 

>> Outro Santo do Dia