Santo do Dia 27 de Novembro – Nossa Senhora das Graças

Santo do Dia 27 de Novembro - Nossa Senhora das Gracas

Nossa Senhora das Graças

Hoje celebramos Nossa Senhora sob o título de Nossa Senhora das Graças ou da Medalha Milagrosa. O título dessa devoção decorre das incontáveis graças e milagres que atestam a intervenção segura de Maria junto a seu filho Jesus, em favor de seus devotos. O título, apesar de não ser novo, ganhou um grande impulso com a aparição de Nossa Senhora, em 27 de novembro de 1830, à jovem Catarina de Labouré, uma noviça da congregação das Filhas da Caridade. Segundo o relato de Catarina, a Senhora lhe apareceu, numa espécie de quadro oval. Estava de pé sobre o globo terrestre, do qual só se enxergava a metade, e seu pé esmagava a cabeça de uma serpente. Vestia uma túnica branca e um manto azul que lhe caía até os pés, e as mãos estendidas traziam vários anéis com belíssimas pedras, das quais partiam raios de luz, cujo fulgor ia aumentando na medida em que desciam. Esses raios, disse a Senhora a Catarina, são o símbolo das graças que derramo sobre aqueles que me invocam. Em volta do quadro estavam escritas em letra de ouro as palavras: “Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós”. No verso do quadro, Catarina viu a letra M, tendo em cima uma cruz, com um traço na base e, por baixo do monograma de Maria, os corações de Jesus, cercado por uma coroa de espinhos, e de Maria, traspassado por uma espada. Ao redor desses símbolos, havia uma coroa com doze estrelas. A Senhora pediu a Catarina que mandasse cunhar uma medalha de acordo com o modelo, porém seu orientador espiritual, com receio de que tudo não passasse de fantasia de noviça, não permitiu que o pedido fosse realizado. Somente em 1822, após alguns fatos extraordinários, foi concedida a autorização, e a primeira medalha cunhada foi entregue a Catarina. A partir daí a devoção a Nossa Senhora das Graças começou a expandir-se pelo mundo inteiro. Só no Brasil havia até algum tempo, cerca de 143 paróquias consagradas a Nossa Senhora das Graças e cinco sob o título de Nossa Senhora da Medalha Milagrosa.

Hoje a Igreja nos convida a reafirmar nosso amor a Maria, que – temos certeza – intercede dia e noite a Jesus, por nós, seus filhos. Que, como Maria também nós possamos assumir o compromisso de esmagar a serpente da injustiça que maltrata e fere os mais simples e pobres. Que nossas mãos, como as mãos de Nossa Senhora das Graças, se abram também para espargir graças, acolher e ajudar os que precisam de nós, esperam por nossa amizade e solidariedade.

 

VIANNA, Zélia (2005). Santidade Ontem e Hoje. Salvador: Paróquia de São Pedro

 

>> Outro Santo do Dia