Santo do Dia 12 de Março – São Gregório de Nissa

Santo do Dia 12 de Marco - Sao Gregorio-de-Nissa

São Gregório de Nissa

São Gregório de Nissa nasceu por volta do ano 332, no Ponto, Mar Negro, e passou toda a vida na Capadócia (Armênia Turca). Foi um dos homens de maior conhecimento de seu tempo. Notável pesquisador, é comparado com São Tomás de Aquino pelo seu trabalho e pelo cuidado que tinha de enfrentar os problemas, procurando respostas para eles à luz da fé, mas sem perder de vista as razões da ciência. Era considerado, juntamente com Basílio, seu irmão mais velho e Bispo de Cesaréia, e com seu amigo Gregório de Nazianzo, os luminares da Capadócia: Basílio era o braço que atuava, Gregório de Nazianzo a boca que falava, e Gregório de Nissa a cabeça que pensava. Amante do estudo e da solidão foi, a contragosto, colocado à frente da Diocese de Nissa. Por causa de sua enorme bondade e falta de senso prático, foi acusado de desperdiçar os bens da Igreja. Taxado por alguns de ingênuo, visto por outros como indivíduo de má fé, ele foi julgado, deposto e mandado para o exílio. Dois anos depois, porém, ficou provado que não tinham qualquer fundamento as acusações feitas contra ele pelos partidários do arianismo, heresia que pregava que em Jesus só havia a natureza humana e que tinha em São Gregório um de seus mais fortes opositores. São Gregório de Nissa foi sem a menor dúvida um dos que mais contribuiu para extirpar o arianismo das Igrejas orientais. Após ter sua inocência reconhecida, ele voltou à sua diocese sob a aclamação do povo. Depois do incidente do exílio, o conceito de São Gregório cresceu em todo o mundo, e ele era chamado insistentemente para estabelecer a paz entre as Igrejas orientais que viviam em frequentes discórdias, motivadas por questões doutrinais e administrativas. Até o Imperador de Constantinopla o encarregou de algumas missões. Em 381 São Gregório de Nissa tomou parte no Primeiro Concílio de Constantinopla, ocasião em que formulou a doutrina trinitária. Ele deixou um imenso acervo cultural e por causa de sua profundidade doutrinária foi apelidado de “coluna da ortodoxia”. Morreu no ano 395.

Hoje São Gregório de Nissa, que foi vítima do mau juízo e má fé dos que pretendiam destrui-lo, por não concordarem com suas idéias e ações, nos adverte que não basta termos idéias, mas precisamos marcar o mundo com nossas posições, precisamos lutar por aquilo em que acreditamos, ainda que para isso tenhamos que pagar um alto preço, a exemplo de Jesus que pagou, com a morte, o preço de permanecer fiel ao projeto do Pai.

 

VIANNA, Zélia (2005). Santidade Ontem e Hoje. Salvador: Paróquia de São Pedro

 

>> Outro Santo do Dia