Santo do Dia 31 de Julho – Santo Inácio de Loyola

Santo do Dia 31 de Julho - Santo Inacio de Loyola

Santo Inácio de Loyola

Inácio de Loyola nasceu na Espanha, de família nobre, no ano 1491. Valente, ousado, decidido e orgulhoso, cedo optou pela carreira militar, alimentando o propósito de sobressair entre seus companheiros de armas. Quando ocorreu a batalha de Pamplona, durante a qual o castelo de Pamplona foi sitiado pelos franceses, ele já era capitão. Os outros da mesma patente quiseram render-se, mas Inácio se opôs e resistiu bravamente, até que uma bala de canhão o atingiu, fraturando sua perna. Esse ferimento o fez passar por tratamentos muito dolorosos, aos quais ele, muito vaidoso, se submeteu sem soltar um único gemido, para não ficar com qualquer defeito físico. Durante a longa convalescença entre os livros de guerras e feitos militares que uma cunhada lhe levou para ler, havia também livros sobre a vida de Cristo e de alguns santos. Essas leituras influíram decisivamente na conversão de Inácio cuja vida pode ser dividida em três períodos. De 1491 a 1521, dedicou-se à vida na Corte e à carreira militar. De 1521 a 1540, sua caminhada foi marcada pela penitência, oração, pobreza e afastamento do mundo. Foi nesse período que ele fez uma peregrinação à Terra Santa e na volta resolveu estudar em Barcelona. E assim, aos 33 anos, o outrora vaidoso capitão do exército imperial, humildemente se senta ao lado de crianças de dez a doze anos de idade para estudar latim. Completa os estudos em Alcalá, Salamanca e Paris, e no dia 15 de agosto de 1534, pelas suas mãos e graça de Deus, nasce em Montmartre, Paris, a conhecida Ordem dos Jesuítas que foi confirmada em 1540 pelo Papa Paulo II. De 1540 até o dia de sua morte, Inácio voltou a ser o capitão, não mais porém da Companhia Imperial, mas da Companhia de Jesus. Os jesuítas são soldados de Cristo, o Papa é o general supremo, a única glória que deve ser buscada, é a glória de Deus, e as únicas batalhas que devem ser travadas e vencidas, são aquelas em favor do Reino. Santo Inácio de Loyola morreu em Roma, no dia 31 de julho de 1556.

Hoje Inácio, o militar arrogante e vaidoso que foi vencido pelo amor de Deus, o homem destemido que foi perseguido e caluniado, mas não desesperou e tudo suportou por causa do Evangelho, nos leva a refletir que Deus tem caminhos variados e até mesmo estranhos para chegar ao coração do homem. Que Santo Inácio de Loyola, que conseguiu transformar a dor e a decepção em uma oportunidade para reavaliar sua vida e assumir um novo modo de viver, nos ensine e nos ajude a ver nas dificuldades e nos momentos de crise, oportunidades para repensar nossa vida e fazer o caminho de volta para Deus.

 

>> Outro Santo do Dia