Santo do Dia 03 de Janeiro – Santa Genoveva

Santo do Dia 03 de Janeiro - Santa Genoveva

Santa Genoveva

Santa Genoveva, uma das santas mais populares da França e padroeira da cidade de Paris, nasceu no ano 422, em Nanterre, pequena localidade perto de Paris. Ainda muito jovem foi consagrada a Deus por São Germano de Auxerre que viajava pela Europa, com a finalidade de combater a heresia pelagiana que afirmava poderem os homens alcançar a salvação pelo próprio esforço, sem necessidade da graça divina. Quando tinha mais ou menos 20 anos de idade Genoveva começou a fazer parte de um grupo de jovens consagradas que viviam em suas próprias casas. Ela cumpria os deveres religiosos, alimentava-se frugalmente, jejuava constantemente, dedicando-se inteiramente à oração, à penitência e às obras de caridade. Aos 30 anos, já mais amadurecida, voltou-se com grande intensidade para as questões políticas e problemas sociais de seu tempo. Por ocasião da ameaça de invasão de Átila, Rei dos Hunos, foi ela quem convenceu os parisienses a confiarem na proteção divina e a permanecerem em Paris. Por causa dessa sua atitude esteve a ponto de ser linchada pelos covardes e medrosos que queriam abandonar a cidade. Passada a ameaça dos bárbaros, veio a guerra, e com ela as doenças, a fome e a carestia. Nessa ocasião Genoveva se entregou de corpo e alma à tarefa de ajudar a população. À frente de um grupo, ela percorria as ruas do rio Sena em busca de alimentos, regressando quase sempre com os barcos cheios de cereais que distribuía com a população faminta. Sua caridade sem limites fez com que fosse venerada até pelos pagãos. Contam que o pai do rei Clóvis a considerava tanto que nunca lhe recusava qualquer pedido, e que ela se valia dessa amizade para beneficiar os pobres e obter anistia para presos políticos. Todos admitem que Genoveva muito contribuiu para a conversão de Clóvis. Ela morreu por volta do ano 502. No lugar de seu túmulo foi construída uma basílica. Santa Genoveva é invocada por ocasião das grandes calamidades e para obter chuva.

Hoje Santa Genoveva nos aponta para uma vida de oração, de penitência e de intimidade com Deus, mas também nos fala da necessidade de estarmos atentos às questões culturais, políticas e sociais de nosso tempo, porque fé e vida são companheiras de uma mesma caminhada. Tal como Santa Genoveva, precisamos manter os olhos abertos e os ouvidos atentos para ver e ouvir os apelos que chegam ao nosso coração, através do clamor dos pobres que esperam de nós, o pão do trigo e o pão da justiça.

 

VIANNA, Zélia (2005). Santidade Ontem e Hoje. Salvador: Paróquia de São Pedro

 

>> Outro Santo do Dia