Santo do Dia 29 de Fevereiro – Santo Osvaldo

Santo do Dia 29 de Fevereiro - Santo Osvaldo

Santo Osvaldo

Santo Osvaldo nasceu na Dinamarca, por volta do ano 930. Era sobrinho de Odo, arcebispo de Cantuária, por quem foi educado e parente de Oskyll, arcebispo de York. De família nobre e rica, deixou tudo para tornar-se padre. Mas como o tipo de vida levado pelo clero não ia ao encontro do tipo de vida almejado por ele, decidiu tornar-se monge beneditino e ingressou na Abadia, em Fleury-sur-Loire, na França. Para satisfazer o desejo do seu tio Odo, que queria tê-lo a seu lado em seu leito de morte, viajou para Cantuária. Encontrava-se a caminho quando recebeu a notícia do seu falecimento. Decidiu, então, ir a York, visitar Oskyl que o acolheu com muita bondade e o convenceu a fazer uma peregrinação a Roma com ele. A viagem serviu para estreitar os laços entre os dois, e Oskyl, convidou-o para participar da administração da Arquidiocese de York. Alguns anos depois Osvaldo foi nomeado Arcebispo de Worcester. No exercício desse cargo, revelou-se um pastor ativo, justo, hospitaleiro e generoso. Foi muito amado pelos seus diocesanos, especialmente pelos pobres pelos quais tinha um especial cuidado. De comum acordo com o arcebispo de Winchester e com o então arcebispo de Cantuária, que teve muita influência na sua nomeação para bispo, Santo Osvaldo pôde restabelecer as regras monásticas que estavam esquecidas e visivelmente desrespeitadas. Em 972 ele foi nomeado arcebispo de York, mas permaneceu na administração da Diocese de Worcester, a fim de terminar a reforma dos mosteiros. Santo Osvaldo tinha uma grande devoção pelas relíquias dos santos e mártires. Homem de incontestável santidade, mas também de ciência, transformou a Abadia de Ramsay em um centro de fervor religioso e estudo científico. Construiu uma abadia onde instalou um grupo de beneditinos, e uma igreja dedicada a Nossa Senhora, que visitava com freqüência. Santo Osvaldo morreu no dia 29 de fevereiro de 992, cantando o hino “Glória ao Pai”, depois de ter lavado, como fazia diariamente durante toda a quaresma, os pés de doze pobres.

Hoje Santo Osvaldo que tinha uma especial devoção pelos santos mártires, e que, para visibilizar o amor a Jesus Cristo nos pobres e excluídos, costumava durante o período quaresmal lavar diariamente os pés de 12 pessoas pobres, nos lembra que se nem sempre temos a oportunidade de provar nosso amor a Jesus Cristo, através do martírio e gestos heróicos, sempre podemos provar nosso amor a Ele, através do gesto simples de serviço humilde e fraterno ao irmão.

 

VIANNA, Zélia (2005). Santidade Ontem e Hoje. Salvador: Paróquia de São Pedro

 

>> Outro Santo do Dia