Santo do Dia 14 de Fevereiro – São Cirilo e São Metódio

Santo do Dia 10 de Fevereiro - Sao Cirilo e Sao Metodio

São Cirilo e São Metódio

São Cirilo e São Metódio cujos nomes de batismo eram respectivamente Constantino e Miguel, eram irmãos. Nasceram na cidade grega de Tessalônica, pelo ano 830, filhos de um empregado do Imperador. Constantino, o mais jovem dos dois irmãos, completou os estudos em Constantinopla e ordenou-se sacerdote. Miguel seguiu no começo de sua vida a carreira política, mas, ao ser nomeado governador de uma província, desistiu de tudo, para se fazer monge com o nome de Metódio. Ambos exerceram suas atividades missionárias na Europa Central. São Cirilo criou um novo alfabeto eslavo até hoje conhecido como alfabeto cilírico e traduziu a Bíblia e os rituais para essa língua, a fim de que o povo pudesse ler e rezar no próprio idioma. Esse foi um trabalho de grande valor, tanto do ponto de vista missionário, como cultural. Mas por causa dessas inovações eles sofreram muito. Foram incompreendidos, perseguidos, caluniados, acusados de cisma e de heresia e tiveram de ir a Roma, à presença do Papa Adriano II. Este os recebeu muito bem, e a ele os irmãos explicaram: “Onde moramos, o povo fala outra língua que não o latim. Por isso entendemos que devem rezar na mesma língua que conversam entre si”. O Papa percebeu que se tratava na verdade de dois grandes profetas e concedeu-lhes o privilégio de celebrarem na língua eslava diante dele e de uma grande comunidade cristã. Essa celebração foi o sinal definitivo da aprovação de Roma aos métodos adotados pelos dois irmãos. Cirilo e Metódio desenvolveram com tamanha dedicação suas atividades na Europa Central, da Tchescolováquia à Polônia, que ficaram conhecidos como Os Apóstolos Eslavos e, entre os eslavos, até hoje gozam de enorme popularidade e prestígio. Cirilo morreu em 14 de fevereiro de 869, em Roma e foi sepultado na igreja de São Clemente. São Metódio foi arcebispo da Panônia e aí, em terras eslavas, mesmo sofrendo dificuldades e perseguições, viveu até o dia de sua morte, ocorrida em seis de abril de 885. Quando morreram, seus funerais foram celebrados em três línguas: eslavo, grego e latim. Em 1980 o Papa João Paulo II proclamou os dois irmãos co-patronos da Europa, ao lado de São Bento.

Hoje, quando ainda muitos missionários têm medo de inovar e renovar, São Metódio e São Cirilo, nos incentivam a sermos missionários corajosos, criativos, abertos às novas formas de evangelização, sensíveis o bastante para valorizar a cultura do povo e lhe anunciar um Jesus Cristo que veste sua roupa, fala sua língua, entende seu jeito de ser e o ama, tal como ele é.

 

VIANNA, Zélia (2005). Santidade Ontem e Hoje. Salvador: Paróquia de São Pedro

 

>> Outro Santo do Dia