Santo do Dia 01 de Fevereiro – Santa Veridiana

Santo do Dia 01 de Fevereiro - Santa Veridiana

Santa Veridiana

Santa Veridiana nasceu em 1182, no castelo de Florença. De família nobre, embora decadente, não dispunha de muitos recursos financeiros e levava uma vida muito simples. Convidada para ser administradora dos bens de um parente, que era muito rico, aceitou o cargo, porque viu nesse trabalho a oportunidade de ganhar dinheiro para praticar a caridade e ajudar os mais pobres. Algum tempo depois, a título de penitência, fez uma peregrinação ao túmulo de São Tiago de Compostela e, na volta decidiu entregar-se a uma vida de reclusão e solidão. A fim de continuar gozando de sua companhia, seus conterrâneos construíram uma cela perto do Oratório de Santo Antônio e, nessa cela, ela viveu durante 34 anos. Por uma pequena janela participava da missa, falava com as visitas e recebia alimento. Era muito procurada e a todos ajudava com orações e conselhos. A vida de Santa Veridiana foi marcada pela oração, fidelidade a Cristo e serviço aos pobres. Foi contemporânea de grandes santos, como Santa Clara, Santo Antônio de Pádua e São Francisco de Assis que, segundo uma tradição, visitou-a no ano de 1221 e admitiu-a na Ordem Terceira Franciscana. Santa Veridiana viveu num tempo em que a Igreja estava bastante voltada para as questões temporais, chegando em alguns momentos a perder de vista sua missão espiritual e evangelizadora. Entretanto, ao contrário de outros que, inconformados com essa situação, optaram pelo caminho do cisma e das heresias, ela permaneceu fiel a Cristo e à sua Igreja e, ao lado de outros santos de sua época, empenhou-se com toda força pela volta da Igreja à missão que lhe havia sido conferida pelo próprio Cristo. Contam que no dia de sua morte, ocorrida em primeiro de fevereiro de 1242, os sinos do Castelo de Florença repicaram sem que ninguém os tivesse tocado. Logo após sua morte, foi aclamada pelo povo como santa. Santa Veridiana é muito venerada na Itália, especialmente na Toscana. Seu culto foi aprovado pelo Papa Clemente VII, no ano de 1533.

Hoje, nesse mundo sequioso de riqueza e poder, Santa Veridiana que não se apegou aos bens materiais e optou por uma vida de simplicidade e de serviço aos mais pobres, nos convida a estarmos atentos às necessidades, especialmente dos mais simples e carentes, a fazer a partilha com os que têm menos ou nada têm, a abrir o coração para acolher aqueles que nos procuram, buscam em nós uma presença amiga, e de nós esperam palavras de ânimo e conforto.

 

VIANNA, Zélia (2005). Santidade Ontem e Hoje. Salvador: Paróquia de São Pedro

 

>> Outro Santo do Dia