Santo do Dia 22 de Dezembro – Santa Francisca Xavier Cabrini

Santo do Dia 22 de Dezembro - Santa Francisca Xavier Cabrini

Santa Francisca Xavier Cabrini

Francisca Xavier Cabrini nasceu em 1850, na Itália, com o nome de Francisca Cabrini. O nome Xavier ela acrescentou depois, em homenagem a São Francisco Xavier. Era de estatura pequena e saúde frágil, muito piedosa e generosa. Estudou magistério com as religiosas do Sagrado Coração de Jesus e por duas vezes tentou entrar na Congregação, mas não foi aceita em virtude da saúde delicada. Em 1877 ela foi recebida na Casa da Providência onde passou a trabalhar num orfanato. Mas Francisca tinha outros planos. Devota de São Francisco Xavier, acalentou por muito tempo a idéia de seguir seus passos e ir para o Oriente, como missionária, porém a certa altura da vida, decidiu avaliar melhor essa opção. Após consultar o Papa Leão XIII, e tendo em vista as péssimas condições dos imigrantes italianos na América, concluiu que em vez do Oriente, deveria ir para o Ocidente. No dia dez de novembro de 1880, ela e mais sete companheiras deixaram a Casa da Providência e alojaram-se num precário convento franciscano, dando assim início à Congregação das Missionárias do Sagrado Coração, obra cujo carisma era a instrução humana e religiosa da juventude. Quatro dias depois, no dia 14 de novembro de 1880 teve início o novo Instituto. Preocupada com o drama de milhares de emigrantes italianos que viviam em Nova Iorque, totalmente desamparados, privados de escolas, de saúde, enfim de toda assistência material e espiritual, Francisca, incentivada por Monsenhor Scalabrini, resolveu seguir em 1879 para aquela cidade. Em Nova Iorque, apesar das dificuldades, construiu casas, escolas e hospitais. Como Santa Teresa, costumava dizer; “com Deus e cinco centavos posso fazer grandes coisas”. Com quase 40 anos de idade começou uma série ininterrupta de viagens pelo Ocidente. Percorreu a América inteira, e a sua ação estendeu-se até a Califórnia e Chicago. Sua obra chegou à América Latina, inclusive ao Brasil. Ficou conhecida como a Mãe dos Emigrados. Morreu em 1917, em meio a uma viagem para Chicago. Foi canonizada em 1946.

Hoje Santa Francisca Cabrini, uma mulher que apesar de sua fragilidade e saúde delicada que não teve receio de sair de sua terra, para generosamente dedicar-se à promoção humana e espiritual dos migrantes, nos convida a cultivarmos um coração sem fronteiras, capaz de ir ao encontro de todos, sobretudo daqueles que, sem perspectivas em sua terra, se vêem obrigados a emigrar para outros lugares, em busca de melhores condições de vida.

 

 

VIANNA, Zélia (2005). Santidade Ontem e Hoje. Salvador: Paróquia de São Pedro

 

>> Outro Santo do Dia