Santo do Dia 03 de Dezembro – São Francisco Xavier

Santo do Dia 03 de Dezembro - Sao Francisco Xavier

São Francisco Xavier

São Francisco Xavier nasceu em sete de abril de 1506, numa terça-feira santa, no Castelo Xavier, Espanha. É descrito como um homem de estatura mediana, porte nobre, olhos negros e um sorriso constante nos lábios. Em Paris onde foi estudar, ouviu e acolheu o apelo de Santo Inácio de Loyola, o fundador da Companhia de Jesus, e após deixar para trás os títulos de nobreza e os sonhos de grandeza, tornou-se um dos primeiros missionários jesuítas. São Francisco Xavier viveu na época dos grandes descobrimentos e do despertar da Igreja para as grandes missões. Aos 33 anos deu início à sua grandiosa aventura missionária. Em 1542, após uma longa e difícil viagem de um ano e três meses, durante a qual exerceu a função de enfermeiro da tripulação atacada pela peste, ele desembarcou com seus companheiros em Goa, capital da Índia Portuguesa. Em dez anos de apostolado, percorreu a Índia, Málaca, Ilhas Molucas e Japão. Por onde passava, anunciava a Palavra de Deus e plantava a semente do cristianismo. Foi São Francisco Xavier quem abriu os caminhos para o evangelho de Jesus no Oriente, penetrando em terras desconhecidos mais que qualquer outro missionário, e formando comunidades cristãs, fervorosas e atuantes. Para que seus colaboradores pudessem dar continuidade à obra por ele iniciada, deu uma atenção toda especial à formação do clero. Embora tivesse sido precedido no Oriente por missionários franciscanos e dominicanos, seu trabalho foi de tal modo notável, que é considerado o “Paulo do Oriente”. Tal como Moisés que, embora havendo conduzido o povo hebreu através do deserto, do Egito à Terra Prometida, mas que nela não entrou, Francisco Xavier também não realizou o sonho de entrar na China. Morreu aos 46 anos, numa choupana, numa ilha, consumido pela febre, com os olhos voltados para o império chinês, enquanto esperava o guia que não chegava. São Francisco Xavier é o patrono das missões e padroeiro principal da Cidade do Salvador.

No passado as distâncias geográficas não impediram Moisés de chegar à Terra Prometida, nem Paulo de viajar até os “confins da terra”, nem Francisco Xavier de chegar ao Oriente. Entretanto hoje, apesar das dificuldades de locomoção serem mínimas, o egoísmo que campeia na sociedade cria distâncias e barreiras tão gigantescas, que muitas vezes chegamos mais facilmente ao outro lado do mundo que ao coração daquele e daquela que dividem conosco a mesma casa, andam ao nosso lado na rua, se sentam ao nosso lado no banco da igreja.

 

VIANNA, Zélia (2005). Santidade Ontem e Hoje. Salvador: Paróquia de São Pedro

 

>> Outro Santo do Dia