Santo do Dia 01 de Agosto – Santo Afonso Maria de Ligório

Santo do Dia 01 de Agosto - Santo Afonso Maria de Ligorio

Santo Afonso Maria de Ligório

Santo Afonso Maria de Ligório, o primogênito da nobre família dos Liguori, nasceu em Nápoles, Itália, em 1696. Muito inteligente e estudioso, recebeu esmerada educação. Estudou línguas, artes, esgrima, pintura, música clássica e, aos 19 anos, formou-se em Direito. Imbuído de um enorme senso de justiça, exerceu com grande êxito a profissão de advogado. Ao tempo em que freqüentava a vida social com os amigos, cultivava uma vida espiritual intensa, participando da Eucaristia, orando, meditando e fazendo visitas diárias ao Santíssimo. Foi durante uma dessas visitas que ele sentiu mais nitidamente o chamado para colocar-se a serviço do Senhor. Entretanto, somente quando uma das causas que ele defendia no Tribunal foi julgada, não à luz do direito e da justiça, mas da propina, já que os juízes haviam sido claramente comprados, foi que ele decidiu abandonar definitivamente a carreira de advogado. Renunciou à herança e títulos de nobreza, estudou filosofia e teologia e aos 30 anos foi ordenado sacerdote, passando a desenvolver seu trabalho pastoral junto aos camponeses e mendigos de Nápoles. Suas pregações eram marcadas pelo lema: “Deus me enviou para evangelizar os pobres”. Aos 36 anos, fundou a Congregação do Santíssimo Redentor, ou Congregação dos Redentoristas, como é mais conhecida, cujo carisma é a pregação de retiros e missões populares, sobretudo no meio das classes mais pobres e nos lugares espiritualmente mais carentes. Grande orador, homem de incontestável fé e de conhecimento da doutrina cristã, Santo Afonso foi um missionário insuperável. Suas pregações tinham três temas constantes: o amor de Deus, a paixão por Jesus Cristo e a meditação sobre a morte. Aos 60 anos foi nomeado bispo e dirigiu sua diocese por 19 anos, dela se afastando por motivo de saúde. Dedicou os últimos anos de sua vida a escrever livros, entre os quais a ‘Teologia Moral”, considerada sua mais importante obra. Muito devoto de Nossa Senhora, escreveu também “As Glórias de Maria”. Santo Afonso morreu em 1787, foi canonizado em 1832 e declarado Doutor da Igreja em 1871.

Hoje, quando mais que de uma reforma no Judiciário estamos precisando de uma reforma na Justiça, Santo Afonso Maria de Ligório, que conheceu muito bem e de perto a corrupção no poder judiciário, nos convida a lutar em favor de uma Justiça “mais justa” e de uma assistência judiciária gratuita e eficiente, capaz de dar aos mais pobres, a oportunidade de terem suas causas julgadas, não à luz de contas bancárias ou prestígio político e econômico, mas da verdade e do direito.

 

>> Outro Santo do Dia