Santo do Dia 21 de Abril – Santo Anselmo

Santo do Dia 21 de Abril - Santo Anselmo

Santo Anselmo

Santo Anselmo, bispo e doutor da Igreja, nasceu no ano 1033, em Piemonte, Itália, no seio de uma família nobre, e foi educado pelos monges beneditinos. Muito jovem ainda quis abraçar a vida contemplativa, mas desistiu devido à forte oposição do pai que queria que o filho primogênito seguisse seus passos. Anselmo sofreu muito, chegou a adoecer, mas nem isso fez o pai ceder. Depois de restabelecido, Anselmo passou a freqüentar a sociedade e a gozar dos prazeres que o dinheiro e a posição social lhe proporcionavam. Aos 20 anos, após a morte da mãe, ele abandonou a casa paterna e, em busca de maiores conhecimentos, viajou para a França sem intenção de voltar. A fim de completar sua formação científica foi para o célebre mosteiro de Bec, na Normandia. Mas a antiga chama continuava acesa, e aos 27 anos ele decidiu tornar-se monge. Ingressou na Abadia de Bec, na Normandia, disposto a viver uma vida simples, austera e despojada. Suas virtudes e competência logo o fizeram abade do mosteiro, cargo que ocupou aos 30 anos de idade, tendo como norma de governo, bondade e mansidão. Em 1093 foi nomeado bispo de Cantuária e Primaz da Inglaterra. Santo Anselmo foi um reformador da vida monástica, um grande pregador e mestre de teologia. No início, seu jeito austero de viver despertava antipatia nas pessoas, mas logo seu espírito moderado e sua amabilidade acabavam por conquistar a simpatia de todos, inclusive dos que lhe faziam oposição. Inteligente e piedoso, aproximou-se dos mistérios cristãos com a inteligência e com o coração. É considerado o fundador da ciência teológica no Ocidente. Santo Anselmo é autor de várias obras, sendo a mais conhecida o “Minológio” que trata do modo de meditar as razões da fé. Por causa de sua posição em defesa da Igreja, enfrentou as hostilidades de Guilherme, o Vermelho, e de Henrique I, e por duas vezes foi parar no exílio até que a situação se acalmasse. Santo Anselmo morreu no dia 21 de abril de 1109.

Aos que no mundo de hoje só acreditam no que podem ver, tocar e comprovar, aos que hoje julgam que os prazeres mundanos, a ciência e a tecnologia são capazes de responder a todos os questionamentos e problemas existenciais do ser humano, Santo Anselmo, que se aproximou de Deus com a inteligência e com o coração, convida a buscar em Deus o verdadeiro sentido da vida. Aos que hoje precisam ver para crer, ele convida a rezar, como tantas vezes o fez: “Fazei Senhor, que eu sinta com o coração o que toco com a minha inteligência. Não quero compreender para crer, mas crer para compreender”.

 

VIANNA, Zélia (2005). Santidade Ontem e Hoje. Salvador: Paróquia de São Pedro

 

>> Outro Santo do Dia