Santo do Dia 04 de Abril – Santo Isidoro de Sevilha

Santo do Dia 04 de Abril - Santo Isidoro de Sevilha

Santo Isidoro de Sevilha

Santo Isidoro nasceu no ano 556. Segundo alguns historiadores, em Cartagena, segundo outros, em Sevilha, Espanha, no seio de uma nobre família hispano-romana. Seus pais morreram cedo e ele foi educado pelos irmãos, especialmente por São Leandro, que era arcebispo de Sevilha. Avesso aos estudos, costumava filar as aulas para passear no campo.  Contam que num desses dias, estando junto a um poço, e observando que as frágeis cordas que serviam para abaixar e levantar o balde, terminavam por fazer sulcos profundos na rocha, tirou uma conclusão prática para sua vida: “Se umas cordas fracas conseguem escavar uma rocha dura, também eu posso aprender a língua latina”. E de aluno relapso e preguiçoso transformou-se num aluno estudioso e aplicado, chegando mais tarde a escrever numerosos livros e ser considerado um dos homens mais sábios de seu tempo. Escreveu uma obra que se tornou famosa, intitulada “Etimologia”, composta de 20 volumes, síntese de todo o saber antigo e de seu tempo. Santo Isidoro substituiu São Leandro na Diocese de Sevilha e presidiu o Segundo Sínodo Sevilhano e o Quarto Concílio de Toledo. Organizou a vida da Igreja, criou seminários e deu uma atenção especial à formação dos futuros sacerdotes. Era um homem atento aos problemas de seu tempo e muito empenhado na preservação da cultura antiga, ameaçada pelas invasões bárbaras. A respeito dele diz um texto muito antigo: “Foi largo nas esmolas, insigne na hospitalidade, sereno de coração, verdadeiro nas palavras, justo nos juízos, assíduo na pregação, afável ao exortar. Era sábio no conselho, sóbrio na mesa, humilde no vestir, pronto a dar a vida pela verdade”. Esse “eminente doutor”, como era chamado, aliava a uma profunda sabedoria, uma não menos profunda humildade. Foi o bispo de maior autoridade em seu tempo e é o santo mais popular da Espanha. Morreu no dia quatro de abril de 635.

Estamos vivendo num mundo onde a correria pelas riquezas, pelo sucesso e pelo poder, impede não raras vezes de se ouvir os recados que Deus está constantemente enviando, através das pessoas, da natureza e dos acontecimentos. Para esse mundo, apressado e imediatista, Santo Isidoro de Sevilha fala hoje da necessidade de parar. Precisamos todos parar de vez em quando. Parar e sentar à beira do poço de água viva, que é Jesus, como a samaritana do Evangelho o fez, para deixar que Ele questione nossos valores, oriente nossas atitudes e dê à nossa vida um rumo novo.

 

VIANNA, Zélia (2005). Santidade Ontem e Hoje. Salvador: Paróquia de São Pedro

 

>> Outro Santo do Dia