Santo do Dia 01 de Abril – Santo Hugo de Grenoble

Santo do Dia 01 de Abril - Santo Hugo de Grenoble

 

Santo Hugo de Grenoble

Santo Hugo de Grenoble nasceu na França, em 1053. Muito cedo abraçou a vida religiosa. Sua nomeação para bispo foi pedida por representantes da Igreja de Grenoble cuja cadeira episcopal se encontrava vaga. Alegou mil razões para não aceitar a nomeação, mas por fim cedeu e em Roma, aos 27 anos, foi sagrado pelo próprio Papa, que desconsiderou suas alegações. Ao tomar posse na diocese, ficou impressionado com o estado lastimável em que ela se encontrava. Oração, penitências, exortações e visitas foram as armas que ele usou para abrir os olhos e o coração do povo. Apesar de, em pouco tempo, já se sentir uma enorme mudança na diocese, algo continuava afligindo-o: o achar que aceitou com demasiada facilidade sua nomeação para bispo. Julgando-se incapaz de exercer o cargo, partiu secretamente para a Abadia da Casa de Deus onde recebeu o hábito dos beneditinos. Quando o Papa Gregório VII tomou conhecimento do fato, enviou-lhe uma ordem formal, e ele voltou para a sua Diocese. Passados três anos, recebeu a visita de São Bruno que queria fundar a Ordem Cartuxa. Santo Hugo acolheu-o, indicou-lhe um local apropriado para construção de um mosteiro no deserto de Cartuxa, cinco léguas distante de Grenoble, e ali, às suas custas, edificou a capela e as celas para os monges. Contente por ter em sua diocese o que tinha ido buscar na Abadia da Casa de Deus, retirava-se para lá todo tempo livre de que podia dispor. Seu amor pela justiça o fez árbitro e pacificador de muitas brigas e inimizades. Era brando com todos, porém firme, quando se tratava da pregação do Evangelho e dos interesses da Igreja. Com a mesma energia com que defendeu o Papa Inocêncio II, condenou os excessos do Imperador Henrique V e a ambição do anti-Papa Pedro de Lião. Já no fim da vida, bastante doente, o Papa acolheu sua renúncia como bispo, e os poucos meses de vida que teve, passou-os em oração quase contínua. Quando morreu, em 1132, o próprio Papa ordenou ao beato Guido, Prior da Ordem Cartuxa, que fizesse uma relação de suas virtudes e milagres. Hugo foi canonizado dois anos depois, em 1134, na cidade de Pisa, durante a celebração do Concílio.

No mundo de hoje onde prevalecem a violência, a discórdia e a luta pelo poder, Santo Hugo de Grenoble, que encontrou na oração e na penitência, inspiração e energia para superar as dificuldades e promover a paz, convida-nos a trocar o barulho dos canhões e a força destruidora dos mísseis pela força do diálogo e da concórdia, e a buscar na oração, ânimo e coragem para lutar pela justiça e paz no mundo.

 

VIANNA, Zélia (2005). Santidade Ontem e Hoje. Salvador: Paróquia de São Pedro

 

>> Outro Santo do Dia