Mês Missionário Extraordinário: Batizados e Enviados

2019-10-23---Blog---Texto-Jorge-capa

 

por Jorge Ricardo Valois

“Ide por todo o mundo, proclamai o Evangelho a toda criatura.” (Mc16,15)

Certamente, as palavras de Jesus, trazidas pelo evangelista Marcos, foram escutadas e colocadas em prática por milhares de cristãos, que foram fiéis ao seu batismo e não tiveram medo de levar adiante o anúncio do Evangelho. Graças a esses irmãos, a Boa Nova de Jesus não ficou restrita a Jerusalém e seus arredores, mas ganhou proporções universais. Graças à coragem de muitos, o Evangelho hoje já foi anunciado em todos os continentes e chegou até nós!

Mas, mesmo nas sociedades ditas cristãs, muitos são os ambientes e pessoas que não conhecem a Cristo nem se deixaram atingir pela Boa Nova de Jesus. Por isso, está no DNA de todo cristão o desejo da missão e de anunciar a Palavra, a fim de que, como nos ensina Paulo, “todos os homens sejam salvos e cheguem ao conhecimento da verdade” (1Tm 2,4).

Assim, para dar mais destaque a essa dimensão missionária da Igreja, o Papa Francisco convocou para este mês um Mês Missionário Extraordinário, com o seguinte tema: “Batizados e enviados: a Igreja de Cristo em missão no mundo”. Nessa ocasião, o Santo Padre também quer assinalar a passagem do centenário da Encíclica Maximum Ilud (Esse Momento Transcendental), escrita pelo Papa Bento XV, sobre a atividade missionária da Igreja no mundo.

Mas, como viver e celebrar bem o Mês Missionário Extraordinário?  Em primeiro lugar, fazendo valer o nosso compromisso de batizados para anunciar Jesus, sendo verdadeiras testemunhas do Evangelho. A todos nós foi dirigida a ordem e o privilégio de levar adiante a Boa Notícia do Ressuscitado; não podemos ter medo, nem desanimar diante dos obstáculos que parecem se colocar no caminho.

Devemos renovar em nós o ardor pela evangelização. Paulo tinha isso bem presente em sua vida: “Ai de mim se eu não anunciar o Evangelho!” (1Cor 9,16). A missão não está apenas para padres e freiras ou pessoas que partem para países distantes. Não! Cada um de nós, revestidos de força pelo nosso batismo, somos chamados à missão ali onde Deus nos coloca e de acordo com nossa vocação.

Especialmente os leigos – por constituírem a grande maioria do Povo de Deus e por estarem presentes nos mais diversos ambientes e setores da sociedade – são chamados a levar ao mundo a verdade do Evangelho, seja pelo anúncio explícito de Jesus Cristo, seja pelo testemunho de uma vida correta e ética, sendo sal e luz, presença qualificada e sinal profético do Reino de Deus, que já começa aqui na Terra.

Não façamos desse mês apenas um momento para refletir sobre a missão, mas para partirmos em missão, saindo ao encontro das pessoas, anunciando-lhes o amor de Deus e reconhecendo que devemos sempre permanecer em estado permanente de evangelização.

No desejo de sermos uma Igreja cada vez mais missionária, rezemos a Oração do Mês Missionário Extraordinário:

 

Pai Nosso, o Teu filho unigênito Jesus Cristo, ressuscitado dentre os mortos, confiou aos seus discípulos o mandato: “Ide e fazei discípulos todos os povos”.

Recorda-nos que, pelo batismo, tornamo-nos participantes da missão da Igreja.

Pelos dons do Espírito Santo, concede-nos a graça de sermos testemunhas do Evangelho, corajosos e vigilantes, para que a missão confiada à Igreja, ainda longe de estar realizada, encontre novas e eficazes expressões que levem vida e luz ao mundo.

Ajuda-nos, Pai Santo, a fazer com que todos os povos possam encontrar-se com o amor e a misericórdia de Jesus Cristo. Ele, que é Deus conosco, vive e reina na unidade do Espírito Santo, agora e para sempre.

Amém.

 

 

Mês Missionário Extraordinário: Batizados e Enviados

Deixe uma resposta