2018, Hora de Acertarmos os Passos

2018-01-08---Blog---Mens-Pe-Aderbal-post

 

Começa janeiro, abrindo um novo ano que desejamos seja para todos uma sequência de alegria, felicidade e paz. 2018, mais quatro dígitos que entram nos anais da história, mais uma convocação para não permanecermos na beira da estrada, vendo a humanidade desfilar. Não somos estáticos, porém dinâmicos e, enquanto vivos, devemos seguir o roteiro que Deus traçou para nós. O ponto final do nosso trajeto pelo mundo é segredo do Pai. Devemos preocupar-nos, sim, com os passos dados porque o troféu da nossa vida é conquistado por estes e através deles realizamos nossa missão.

Vamos torcer para que o novo ano tenha uma fisionomia mais alegre, e um ar mais oxigenado.  2017 e os anteriores foram uma experiência pesada para nós brasileiros. Fomos surpreendidos por tantos fatos lamentáveis que é difícil acolher 2018 com entusiasmo. Entretanto, se reunirmos os grãos de esperança ainda encontrados em muitas pessoas, procurando partilhá-los, talvez se segure a onda de desânimo, e o Brasil prossiga para tempos mais promissores. Aguardemos dias ensolarados e noites abençoadas pelo Cruzeiro do Sul.

Lamentavelmente, esse país de natureza tão bela está desfigurado, desbotado pela insensatez de muita gente, desde os dirigentes residentes em Brasília até moradores das fronteiras mais distantes. Enquanto nos Estados Unidos e no Caribe furacões varreram muitas cidades, penalizando milhares de pessoas, aqui os vulcões da corrupção e da irresponsabilidade, da politicagem e dos interesses escusos entraram em erupção, espalhando lavas em todas as direções.

Iniciamos um ano sem divisar perspectivas nem planos concretos que ajudem o povo a reorganizar sua vida dentro dos padrões da dignidade, do trabalho e do bem-estar; a deter a crise que sufoca todo o país, principalmente os segmentos mais vulneráveis da população. Mesmo assim, a fé nos pede não desesperar. Sempre a história teve eras críticas, mas que foram superadas pela inteligência e sabedoria do ser humano. Sempre houve joio e trigo disputando as colheitas. Lutemos interiormente para manter serenidade e confiança, coragem e animação. O Brasil precisa de todos os brasileiros e está muito carente do sal da verdade e do fermento da justiça. Na Praça dos Três Poderes, a bandeira das reformas é hasteada em toda parte. É a palavra mais pronunciada pelas lideranças e mais ouvida e discutida por todos que se empenham num Brasil mais humano.

Peçamos ao Menino Jesus, que adoramos e a quem pedimos tantas graças no tempo do Natal, lucidez para os brasileiros, principalmente para os que têm nas mãos o leme do poder. Está na hora de acertarmos os passos na meta de um verdadeiro desenvolvimento, sustentado pelos alicerces de um humanismo integral que coloque a vida humana acima de todos os valores temporais, abaixo apenas do Cristo ressuscitado, Senhor da Vida e Mestre da história.

Paroquianos e paroquianas, pessoas que frequentam nossas comunidades, para todos vocês um novo ano que seja a continuidade do Natal. Que se desfaçam as nuvens pesadas das decepções, e iluminem o horizonte os tons delicados de uma madrugada de verão. No Pequeno de Belém, o meu abraço de irmão e o meu zelo de pastor.

Um santo e feliz Ano Novo!

Padre Aderbal Galvão de Sousa

2018, Hora de Acertarmos os Passos

Deixe uma resposta